segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

ADEUS TATÁ MARTINS




A noite de uma sexta 26/02/2016, a constelação de estrelas ganhou mais uma para brilhas e o nome dela é “TATÁ MARTINS”, assim com era conhecida Luiza Martins de Souza, 29 anos.

Minha amiguinha virtual partiu para morada eterna e deixou uma legião de amigos, como eu, pois falava tudo que queria do seu jeito meio maluquinha real, rssssss.

“Tatá”, sua lembrança será preservada na mente dos que te admirava, pois você falava o que vinha na sua mente e em muito se compartilhava com seus leitores.
 



terça-feira, 3 de novembro de 2015

Dupla é presa armada dentro de táxi na Praia do Meio, em Natal




 Policiais da Companhia de Turismo conseguiram aprender na noite dessa segunda (02) dois suspeitos que conduziam um táxi de São Gonçalo do Amarante que vinha da zona norte de Natal e foi interceptado na Praia do Meio em frente ao terminal de ônibus. Ao revistar o veiculo foi encontrado um escopeta cal. 12 municiada.


 Os homens foram identificados por José Evanuilson Pereira, dono do táxi e o passageiro Renato da Silva Limaco. Segundo informações, os policiais receberam informações do serviço de inteligência da PM, e diante das informações foi feita a intercepção. A inteligência ainda levantou que a arma seria levada para a Vila de Ponta Negra, em Natal e poderia ser usada em crimes.
Diante do material ilícito apreendido os dois foram encaminhados a DP Platão Zona Sul de Natal.

FERIADÃO VIOLENTO, DOIS HOMENS SÃO ASSASSINADOS E DUAS MULHERES BALEADAS ENTRE ROCAS E PRAIA DO MEIO



O feriadão foi violento no bairro das Rocas e na Praia do Meio, zona leste de Natal, com o saldo de dois homens mortos e duas mulheres baleadas.
Na ultima sábado 31/10,um jovem identificado por Rhigney Rodrigues França do Nascimento, foi morto a tiros na Praia do Meio em um suposto assalto que será apurado pela polícia civil após investigações. A vítima residia no bairro das Rocas e já tinha passagem pela polícia.



HOMEM É MORTO E DUAS MULHERES SÃO BALEADAS

Um homem identificado como Ivanio Clementino da Silva, de 32 anos, sua mãe e sua esposa foram baleados na noite deste domingo (1/11) na Travessa Imã Vitória, Comunidade do Canto do Mangue, na zona Leste de Natal.




Segundo testemunhas ao 190rn,  as vítimas estavam sentadas na calçada quando foram surpreendidas por dois homens em uma motocicleta que chegaram disparando vários tiros. Ivanio não resistiu e morreu ainda no local. Já sua esposa e sogra foram socorridas para o Hospital dos Pescadores e estão fora de perigo. A motivação do crime ainda é desconhecida. O caso será investigado pela Polícia Civil.


“Parece uma boa ideia”, diz juiz sobre celas para homossexuais nos presídios no RN







Para o corregedor do sistema prisional do Rio Grande do Norte, o juiz Henrique Baltazar dos Santos, a criação de uma área dentro dos presídios, específica para os homossexuais: “Parece uma boa ideia”.

A afirmação de Henrique Baltazar é referente à recomendação expedida pelo promotor de Justiça do MPRN da Comarca de Mossoró, Romero Marinho.

O promotor orientou à direção das unidades, à criação de áreas de convivência específicas para travestis e gays na Cadeia Pública e no Complexo Penitenciário Agrícola Mário Negócio, em Mossoró.

Questionado sobre se a recomendação é aplicável em todos os presídios do RN, Henrique Baltazar, afirma que “Sim, basta escolherem um presídio específico para eles. Ou um pavilhão de algum presídio (o que é mais complicado em razão do caos no sistema prisional).

Atualmente, Mossoró não possui centro de detenção feminino. As presas ficam detidas dentro de um pavilhão do Complexo Penitenciário Estadual Mário Negócio. Em média cerca de 80 presas estão detidas desta maneira em Mossoró.

O documento emitido pela 14ª Promotoria de Justiça da Comarca de Mossoró prevê ainda que as autoridades promovam o fiel cumprimento dos demais termos da Resolução Conjunta 01/2014, do Conselho Nacional de Combate à Discriminação, órgão da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

A mencionada Resolução estabelece parâmetros de acolhimento LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) em privação de liberdade no Brasil.

O art. 3º prescreve que, em atenção à segurança e vulnerabilidade de travestis e gays nas carceragens, sejam oferecidos espaços de vivência específicos para essas pessoas que manifestem, expressamente, vontade na disponibilização desses locais.

A providência adotada pelo MPRN tem como objetivo garantir que essas pessoas privadas de liberdade sejam tratadas com humanidade e respeito, sendo a orientação sexual e identidade de gênero partes essenciais da dignidade de cada pessoa.



Fonte: Mossoró Hoje

Após bebedeira, homem acorda com ‘óculos’ tatuados no rosto






Um homem, no Reino Unido , que passou do ponto na bebedeira teve uma baita surpresa quando acordou: um ‘óculos’ estava tatuado em seu rosto. O caso pra lá de inusitado aconteceu em uma despedida de solteiro na cidade de Swansea, no Reino Unido.

Paquistanesa morre queimada após recusar pedido de casamento









Uma jovem paquistanesa morreu nesta terça-feira por queimaduras causadas pelo homem com quem se recusou a casar, informou o médico do hospital de Multan, no Paquistão. Sonia Bibi, de 20 anos, foi internada no mês passado e comunicou à polícia que seu ex-namorado, Latif Ahmed, jogou óleo e ateou fogo nela após a recusa do pedido de casamento. A equipe médica do hospital acreditava que a jovem se recuperaria da queimadura, mas seus ferimentos infeccionaram e ela faleceu na manhã dessa terça, informou Naheed Chaudhry, médico chefe do hospital que a atendeu. Por volta de 45 a 50% de seu corpo foi queimado no ataque, afirmou Chaudhry.

O incidente ocorreu numa vila remota do distrito de Multan, na província de Punjab. A polícia prendeu o ex-namorado de Sonia, de 24 anos. A investigação policial concluiu que o acusado tinha ateado fogo às roupas da mulher depois de ela ter recusado o pedido de casamento. Segundo Sonia, ela não estava mais apaixonada por Latif, por isso negou a proposta. Todos os anos, centenas de mulheres são mortas no Paquistão devido à violência doméstica ou a crimes cometidos em nome da honra da família. Segundo a Fundação Aurat, grupo que trabalha na defesa dos direitos das mulheres, mais de 3.000 paquistanesas foram vítimas de ataques semelhantes desde 2008.




 Fonte: Veja